'Lisca Doido' se diz perseguido pela imprensa pernambucana e diretoria do Náutico compra briga; entenda


Conhecido como 'Lisca Doido', o técnico é o principal ídolo da torcida do Náutico, mesmo sem entrar em campo.

Em entrevista ao portal da RedeTV!, Lisca quis dar resposta a algumas críticas que vem recebendo, principalmente da imprensa de Recife, depois de se despir em meio aos torcedores na euforia pela vitória no clássico contra o Santa Cruz. "Não fiz por mal, apenas atendi ao apelo de um garoto que estava chorando e pedindo minha camisa. Na emoção, eu tirei e entreguei a ele", detalha o treinador.

Chateado com a repercussão negativa de seus gestos de energia e declarações polêmicas, Lisca pretende dar um tempo na exposição e tentar ajustar seu perfil ao dos treinadores convencionais: "Infelizmente terei que parar um pouco, me controlar, pois o pessoal daqui estava levando para o lado pessoal, me interpretando mal". Até mesmo quando perguntado sobre uma 'loucura' que faria em caso de acesso do Náutico, o técnico dá indícios de uma nova postura: "Acho melhor eu não fazer nada muito diferente".

No último final de semana, o Náutico venceu o Vitória/BA na Arena Pernambuco, com transmissão da RedeTV!. Aproveitando o espaço do repórter Luis Ceará, ele disse: "Vou aproveitar esse teu espaço na mídia nacional, porque nessa semana o que foi feito aqui comigo no Recife, é coisa de envergonhar você e seus colegas de profissão aqui do Recife." Perguntado pelo repórter sobre o que tinha acontecido, ele encerrou: "Cara, da uma pesquisada pra ver quantos passarinhos, corvos, gavião, eles soltaram um monte de 'verdades' depois que um funcionário foi embora."

Por sua vez, a diretoria do Clube Náutico Capibaribe lançou em seu site uma nota: "Campanha orquestrada contra o técnico alvirrubro é repudiada pela torcida e pela diretoria do Clube"

Confira na integra:

"Há duas semanas se iniciou uma campanha difamatória contra o técnico do Náutico, Lisca. Boatos e até insultos ganharam vida em alguns programas de rádio e foram difundidos por uma pequena parte da imprensa. A torcida reagiu nas redes sociais - a hashtag #FechadoComOLisca, por exemplo, ontem foi o assunto mais comentado do twitter em Recife. Sinal de que o público também avalia que os limites do bom senso foram ultrapassados.

A onda de boatos começou com o início das férias do gerente de futebol, Carlos Kila. Mesmo com a negativa da Diretoria do Náutico, a imprensa anunciou que ele havia sido demitido. Depois atribuíram a falsa demissão de Kila a uma suposta briga com Lisca, que teria exigido tal demissão. A Diretoria do Náutico informou desde o início: não teve demissão, não teve briga, não teve exigência. 

Em seguida foi inventada uma briga entre o técnico e o jogador Patrick. Mais uma vez o Náutico negou, e mais uma vez os criadores dos boatos trataram a verdade com um vergonhoso desdém. Depois a foto do elenco reunido em momento de descontração foi chamada de “invenção do Departamento de Marketing”.

Enquanto não inventam mais factóides, ofendem Lisca gratuitamente. Ontem o técnico alvirrubro chegou a ser classificado como “mau caráter” por um profissional da Rádio Jornal durante um programa da emissora. Até agora, nenhuma retratação foi feita nem por parte do profissional nem por parte da emissora.

A Direção do Náutico e a torcida alvirrubra estão acompanhando todos os passos da difamatória campanha, e compreendem os interesses envolvidos nesse caso. O que se espera é que a imprensa cumpra sua função de informar sem tendências, respeitando a verdade, a Lei, as pessoas e o Clube Náutico Capibaribe."


Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.