Presidente de federação acredita que Grêmio e Inter não abrirão mão da cota de TV do estadual para participarem da Copa Sul-Minas


A discussão a respeito da volta da Copa Sul-Minas, com a possibilidade de participação de Flamengo e Fluminense, tem gerado uma divisão entre os presidentes de Federação dos estados envolvidos.

Segundo o Lancenet, por Fábio Suzuki, de um lado está o catarinense Delfim de Pádua Peixoto, que assumiu de vez a “panfletagem” do torneio já pensando em 2016 e vai abrir as portas da entidade que preside para a próxima reunião. Já o gaúcho Francisco Novelletto e o paranaense Hélio Cury são contrários, além, claro, do carioca Rubens Lopes.

Delfim, vice da CBF, diz que não vê motivos para que Marco Polo Del Nero seja contra a Copa Sul-Minas e crê que ela não vá prejudicar os estaduais. Já Novelletto não crê que Grêmio e Inter vão topar o projeto, já que recebem da TV 55% dos R$ 25 milhões pagos pelos direitos televisivos. Segundo Delfim, ainda que a dupla Fla–Flu não entre, a disputa tem condições de ocorrer com 12 times. O cartola viu os cariocas interessados.


Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.