Cristóvão Borges, técnico do Flamengo diz que excesso de críticas da mídia tem relação com racismo


Em entrevista à ESPN, o técnico do Flamengo, Cristóvão Borges, afirmou que a perseguição que sofre da imprensa e de parte da torcida desde que assumiu o comando da equipe pode ter conotações racistas.

Segundo o Portal Imprensa, o treinador disse que as críticas que recebe são fora do padrão para o futebol, uma vez que são exacerbadas e a maioria delas com conotação racista, tornando-se uma espécie de perseguição.

“Começaram com críticas diárias. Foi citado que o Flamengo deixou de contratar Oswaldo de Oliveira para escolher o ‘Mourinho do Pelourinho’. Me sinto preparado para estar onde estou, mas quando me atinge como cidadão, vou procurar meus direitos para me fazer respeitar.

No entanto, Cristóvão disse que a maioria dos torcedores não o critica pela cor de sua pele, mas pela sua condição de treinador. “Sempre fui bastante criticado, nunca reclamei delas. Para eles eu sou tido como um abusado e coloco minhas ideias e contesto se necessário”, finalizou.



Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.