Lei obriga SKY substituir Sports+ por outro canal esportivo; Esporte Interativo estaria de olho nesta brecha


Segunda maior operadora de TV por assinatura do Brasil, a Sky recentemente extinguiu o seu canal Sports +, por conta de uma briga ferrenha com a Ancine (Agência Nacional de Cinema).

A emissora esportiva ia ao ar através do canal 28 e em HD pelo 228, e agora estas frequências estão livres. No entanto, engana-se quem pensa que a Sky pode usás-la como bem entender, substituindo um canal por outro aleatório.

A lei da TV paga, que regulamentou o setor no ano de 2011, obriga as operadoras a colocarem um canal do mesmo gênero no lugar do que foi extinto da grade. A explicação está no capítulo 1, artigo 51, incisos 3 e 4 do documento. “Após a cessação da distribuição dos canais de programação referidos no caput, as prestadoras terão o prazo de 30 (trinta) dias para retornar a distribuição desses canais após a sua regularização ou substituir o canal por outro de mesmo gênero”.

Caso isto não ocorra, a Sky teria que conceder um desconto proporcional de 1 real a cada assinante da operadora para cobrir os custos. Desta forma, a empresa teria um prejuízo altíssimo, na casa dos 10 milhões de reais – a Sky só perde para a Net em número de assinantes no Brasil.

Quem estaria de olho nesta brecha é o Esporte Interativo, único grande canal do segmento esportivo ainda fora das duas maiores operadoras e que está iniciando a transmissão exclusiva da UEFA Champions League.

As informações são do Blog do Auvaro Maia.

Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.