ESPN inova e inicia atuação na cobertura de E-Sports; confira o projeto


A ESPN vai surpreender o mercado e os fãs nesta semana mostrando que faz mesmo tudo pelos esportes e por todas as modalidades competitivas. A partir de quarta-feira, 30 de setembro, a empresa inicia um projeto pioneiro no Brasil, uma cobertura de games, que irá atuar em três frentes: site, redes sociais e programação.

O projeto inclui três novos programas semanais que serão exibidos de forma aberta no WatchESPN, plataforma de vídeos ao vivo, exclusivos e on-demand da ESPN. Todas as quarta-feiras, o programa Matchmaking, comandado por Felipe Felix e Luiz Hygino terá notícias, análises de confrontos de torneios e um papo bem descontraído sobre games que simulam esportes. A atração terá sempre um convidado para trazer mais um ponto de vista ao programa. Às segundas-feiras, serão exibidos os melhores momentos dos torneios de League of Legends. Por fim, às quintas, o Multiplayer terá como foco os jogos que simulam esportes (FIFA, NBA2K, Madden, PGA Tour, etc).

Um canal totalmente dedicado aos games será incluído de forma permanente no portal www.ESPN.com.br com a cobertura de jogos que simulam modalidades esportivas e jogos com grande cenário competitivo, como League of Legends, DOTA2, Counter-Strike entre outros.

Nas redes sociais, serão criados perfis específicos no Twitter e no Facebook promovendo a interação entre o universo games e o perfil MundoESPN.

 “A ESPN sempre teve uma postura pioneira em apresentar novas modalidades ao fã do esporte. Agora, inovamos ao criar uma plataforma que irá cobrir os e-sports de forma contínua numa grande empresa de conteúdo como a ESPN. Estamos muito confiantes do sucesso que teremos entre o público e o mercado”, afirma German Hartenstein, diretor geral da ESPN no Brasil.

Para se ter uma ideia do tamanho desse mercado, segundo a consultoria Superdata, em 2015 o setor de e-sports deve movimentar globalmente US$ 612 milhões, com uma audiência de 134 milhões de pessoas. Somente nos EUA, espera-se que sejam movimentados US$143*milhões, sendo US$111milhões em publicidade.

“Acreditamos que ao investir no setor de e-sports atrairemos para a ESPN um público onde temos grandes oportunidades e que tem muito potencial para permanecer conosco descobrindo novos esportes e acompanhando os que eles já gostam. Também será uma grande chance para nós nos relacionarmos com novas empresas anunciantes”, explica Alexandre Biancamano, diretor de mídias digitais e novos negócios.


Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.