Alexandre Kalil detona atual divisão de cotas de TV: "Aberração no futebol brasileiro"


O ex-presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil, afirmou ser inaceitável a diferença de verba dos clubes de São Paulo e do resto do Brasil: “é uma aberração o que acontece no futebol brasileiro. Podemos aceitar que Corinthians é um pouco acima de Inter, Grêmio, Atlético e Cruzeiro, mas não o que acontece com clubes paulistas, que recebem mais que o dobro. Inter e Grêmio recebem R$ 80 a R$ 90 milhões. O Corinthians recebe R$ 200 milhões”. As declarações do cartola foram dadas em entrevista exclusiva a Rádio Gaúcha desta terça-feira (06).

Kalil foi eleito CEO da Liga Sul-Minas-Rio, uma proposta de nova união de alguns clubes brasileiros: “estamos dando passo histórico e gigantesco para reduzir essa diferença brutal. Na tabela, são só cinco pontos, mas no dinheiro, R$ 100 milhões”, afirmou, ao comparar o Corinthians com o Galo, líder e vice-líder do Campeonato Brasileiro.

Ele disse ainda que nunca viu uma união tão grande entre clubes, como o que está ocorrendo neste momento: “essa classe nunca foi tão boa como está sendo agora. É uma safra espetacular de gente de bem, que quer o bem para o clube, que não tem aquele que quer receber mais que A ou B”.

Ele discorda da comparação com o Clube dos 13, criado nos anos 1980: “é mais moderno que o Clube dos 13. Até porque ele foi feito em 1987. Estamos em 2015. Temos que copiar o que tem de mais moderno na Europa agora”.





Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.