Fluminense entra na Justiça contra Peninha e pede indenização por dano moral


A relação entre Fluminense e Eduardo Bueno, o Peninha, está longe de ter fim. E terá o próximo capítulo na Justiça. Ao se sentir prejudicada, a direção do Tricolor decidiu entrar na Justiça. Pediu indenização por dano moral por o escritor gaúcho ter definido o Flu como o "clube mais mau caráter do Brasil".  A informação é do Globoesporte.com, por Hector Werlang.

Peninha fez a comparação, ao analisar a contratação de Ronaldinho Gaúcho, no programa Extraordinários, do SporTV, em 12 de julho. Torcedor do Grêmio, traçou um paralelo com a permanência do Fluminense na Série A do Brasileirão em 2014 e a polêmica saída do atleta do time gaúcho ao PSG em 2001. Tanto que o definiu como o "jogador mais mau caráter da história do Brasil".  

O processo, sob número 0406775-36.2015.8.19.0001, foi distribuído na quinta-feira à 14ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. O advogado Mário Bittencourt, vice de futebol do Fluminense, foi quem entrou com a ação. Por ora, as partes não foram intimadas e tampouco há valor estabelecido.  

Em contato com o reportagem, Peninha informou que não foi notificado do processo. E, por isso, preferiu não emitir opinião. Após o empate em 1 a 1 entre Grêmio e Fluminense, quarta-feira à noite, que resultou na classificação carioca à semifinal da Copa do Brasil, o escritor foi alvo de uma brincadeira do time das Laranjeiras. Na redes sociais, o clube exibiu a frase "Que Peninha". O gremista, no programa Redação, do SporTV, respondeu: "São duas Séries B que não pagou".


Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.