Pay-per-view: Atlético-MG supera Cruzeiro em ranking; Flamengo e Corinthians seguem na frente


Em encontro realizado durante praticamente toda a terça-feira, em hotel situado próximo à sua sede, em São Paulo, a Rede Globo apresentou aos clubes o ranking de venda de pacotes de pay-per-view de 2015. O Flamengo manteve a liderança, seguido mais uma vez do Corinthians em 2º lugar. A novidade ficou por conta do Atlético-MG, que reassumiu a 3ª colocação. O levamento foi divulgado pelo ESPN.com.br, através do jornalista Marcus Alves.

Os atuais campeões da Copa do Brasil desbancaram o rival Cruzeiro, que, ao lado do Bahia, havia sido o time com maior crescimento em 2014. O presidente alvinegro Daniel Nepomuceno não escondia o sorriso com o resultado. "Agora somos o 3º e, com isso, faturamos um pouco mais. Nunca é demais", brincou Nepomuceno ao ser perguntado pelo ESPN.com.br no saguão do local, antes de deixar o evento.

Detentora dos direitos de transmissão do Brasileiro, a Globo distribuiu o dinheiro a partir de pesquisa realizada pelo Ibope em conjunto com o DataFolha. O total disponibilizado pela emissora foi de R$ 350 milhões. No ano passado, foram R$ 300 milhões repartidos pelas equipes. A quantia é dividida proporcionalmente ao número de torcedores assinantes de cada time no canal.

Em sua maioria, os dirigentes chegaram a São Paulo para o evento na última segunda-feira, com todas as despesas pagas pela emissora carioca. A exemplo dos anos anteriores, o executivo de esportes da Globo, Marcelo Campos Pinto, foi o responsável por apresentar os números do PPV.

"O Flamengo foi o primeiro porque tem que ser o primeiro. Não é por causa de critério de pesquisa", comemorou Bandeira de Mello, em contato com a reportagem. Ainda de acordo com ele, a Liga Sul-Minas-Rio não foi abordada na reunião.

"Esse é um encontro anual para falar apenas disso", explicou.

"Basicamente apresentar os números. Não teve nada demais. Fiquei satisfeito. O Flamengo em primeiro e a gente em segundo", prosseguiu Roberto de Andrade, do Corinthians.

Ele esteve antes com cada um dos dirigentes, separadamente, para sondar ao longo dos últimos meses a possibilidade de antecipação da renovação do contrato de TV do Brasileirão por mais duas temporadas. O atual acordo se encerra em 2018 e objetivo é prorrogá-lo até 2020. A princípio, a resposta dos clubes não foi positiva.

Nos intervalos para descanso da reunião, os cartolas andavam todos eles em grupo. O presidente do Flamengo, Bandeira de Mello, tinha a companhia, por exemplo, do palmeirense Paulo Nobre enquanto que o seu desafeto Eurico Miranda, do Vasco, conversava com Vitório Piffero, do Inter.

O mandatário cruzmaltino foi o primeiro a deixar o local, por volta das 16h (de Brasília).


Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.