ESPN Brasil vai investir em 40 novas produções nacionais relacionadas ao esporte


"O objetivo principal dos canais ESPN é atender aos fãs de esporte, independentemente de qual seja o meio de chegar até eles", é assim que João Palomino, diretor de produção e jornalismo da ESPN, define a missão do canal. O executivo falou a produtores independentes no TelasFórum. Há 25 anos no Brasil, eles visam não só produzir conteúdo para todas as mídias possíveis – tais como televisão, internet, rádio e redes sociais – mas também promover uma integração entre eles, explica o diretor. "Dessa forma, podemos oferecer aos anunciantes e produtoras formas de avaliação específica para que eles saibam qual o impacto daquela informação que estão passando – quem atingiram, como atingiram e qual foi a extensão disso", justifica.

De acordo com o Tela Viva, uma pesquisa realizada pelo canal nos Estados Unidos revelou que os fãs de esporte consumiram 5h39min por semana de conteúdos das mídias ESPN. Além disso, foi identificado que 95% da audiência da ESPN é proveniente do conteúdo ao vivo.

"Apesar da sobrevivência em números do canal depender dessa programação em tempo real, a ESPN vê como uma obrigação trazer profundidade e boas histórias dentro da sua especialidade, o esporte", alerta Palomino. Por meio de personagens marcantes e resgate de memória, o esporte consegue transpor a realidade em que vivemos. E ele complementa: "o canal não precisa cumprir a lei de produção audiovisual nacional, mas acreditamos no potencial desse tipo de conteúdo".

Por isso, a ESPN encontra-se agora em busca de parcerias e produtoras para colocar essas novas histórias no ar. De acordo com João, é importante ressaltar que sejam conteúdos especialmente brasileiros. "É do interesse do canal resgatar a História do esporte no país, especialmente o esporte olímpico. O desafio dos potenciais projetos é ser bastante atraente, ter direitos para mais telas de exibição e divulgação", avisa.

Entre dezembro de 2015 e novembro de 2016, a ESPN se prepara para lançar mais de 40 novas produções nacionais, como séries e filmes. Há na grade prevista uma maratona de exibição de documentários pré-Olimpíadas e filmes com assinatura de diretores renomados, como Cao Hamburger, Laís Bozansky e Ugo Giogetti. É da direção de Cao o documentário "Mãos de Urso", uma cinebiografia de Luizão, massagista da equipe olímpica brasileira por cinco edições consecutivas da competição.

Farão parte ainda da programação da ESPN as séries "Dose Dupla" e "Caros Amigos", além dos filmes "O mais querido: 85 anos de história do São Paulo Futebol Clube", "1976: A Invasão Corinthiana", "Ídolo – Nilton Santos" e "A Morte do Futebolarte".


Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.