Incomodado com a Globo, Felipe Massa questiona: "Será que a audiência caiu só na F1?"


A queda de audiência televisiva da Fórmula 1 se tornou recorrente nos últimos anos. As razões podem estar associadas ao fato de não ter um piloto brasileiro brigando por título desde 2008 e com a Rede Globo - detentora dos direitos para o país - mostrando apenas a parte final do treino classificatório (e não passando ao vivo os dois últimos GPs, nos EUA e no México, por causa do futebol). Ainda assim, a emissora já renovou seus patrocínios para a próxima temporada.

Felipe Massa, que está desde 2002 na categoria, acredita que esse fenômeno não se resume apenas ao automobilismo, segundo publicação do  ESPN.com.br, por Antônio Strini.

"Será que a audiência caiu só na F-1?", questionou o piloto em Interlagos, nesta quinta-feira. "Hoje tem muita coisa passando no computador, e a TV mostra menos, então claro que a audiência cai. Cada vez a mídia fala menos".

"Espero que as coisas melhorem, que mostrem mais, que tenhamos mais ajuda. Talvez 'acabado' não seja a palavra certa, mas o automobilismo brasileiro não está longe disso. A chance de termos um piloto na Fórmula 1 no futuro vai diminuindo", apontou.

O vice-campeão de 2008 cita o caso de bom exemplo com a corrida passada, no México, que não recebia a F-1 desde 1992. "Tem que ver, por exemplo, como o México recebeu a F-1 mesmo sem um piloto vencer corridas. É importante a Fórmula 1 chegar a lugares onde as pessoas realmente a queiram".

"O que a Globo faz é o que o Brasil mais enxerga. Mas isso não é coisa só da TV, essa queda de audiência passa também pela federação, pelos poucos pilotos que são formados. Eu não vou ficar aqui mais muito tempo, então tem que pensar mais pra frente. Tomara que as coisas melhorem no futuro", declarou o brasileiro da equipe Williams.

Ele garante que mesmo com a menor exposição as pessoas seguem demonstrando apoio: "Nunca fui criticado aqui, sempre me dão força, ajuda e torcida".

Felipe Massa ainda usou um termo bem brasileiro quando questionado sobre as verdades que fala nas entrevistas. "Sempre fui pé no chão, falo da realidade. Às vezes leio uns blogs de uns Zé Manés aí que falam merda para dar risada", disparou.


Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.