Presidente do Palmeiras é orientado a não gastar luvas pagas pela Globo com contratações


Em reunião na noite desta quarta-feira, o COF (Conselho de Orientação e Fiscalização) do Palmeiras recomendou que o presidente Paulo Nobre use as luvas pagas pela Globo pela renovação do contrato de transmissão do Campeonato Paulista apenas para quitar dívidas.

Segundo o UOL Esporte, por Ricardo Perrone, o temor dos membros do órgão é que a diretoria gaste os cerca de R$ 20 milhões desembolsados pela emissora em contratações para a próxima temporada. Atualmente, existe uma insatisfação entre ‘cofistas’ e até em parte dos conselheiros situacionistas com as mais de 20 contratações feitas para 2015. A crítica é que a direção gastou muito, incluindo comissões para empresários, inflacionou a folha de pagamento e que o time, apesar de poder ser campeão da Copa do Brasil, não justifica o investimento.

De acordo com balancetes do clube, em fevereiro, eram gastos com 80 jogadores profissionais R$ 4,8 milhões em salários. Em setembro, a despesa foi de R$ 5,9 milhões com 72 atletas. Vale lembrar que nessa conta estão muitos que não são aproveitados no elenco principal.

Já o gasto com a comissão técnica saltou de R$ 646,1 mil para R$ 1,2 milhão no mesmo período. Há preocupação do COF também pelo fato de o clube precisar de pelo menos R$ 12 milhões para honrar seus compromissos de fim de ano no departamento de futebol.

Pelo estatuto palmeirense, o presidente não é obrigado a seguir as recomendações do órgão. Mas, ir na contramão dele é garantia de problemas políticos.


Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.