Direto ao Ponto: Quando a violência ultrapassa os limites do gramado


Por Alex de Souza. 
Colunista do Midiaesportiva.net.

Barbárie atrás de barbárie, a violência de torcedores contra profissionais da imprensa tem crescido constantemente nos últimos dias, dado a tensão e o calor que os jogos - em especial a final da Copa do Brasil e a última rodada do Brasileirão, têm oferecido ao torcedor.

O fato é que tais fatos isolados envolvem razões que em muitos casos ultrapassam até os "limites de fronteira" entre campo de futebol e arredores, no que se indicia a repugnância dos fatos apresentados. Em outras situações, são também represálias ao que as mídias têm a obrigação de mostrar, sem que se faça necessário a omissão de informações importantes ou sem distinção de emissora A ou B.

Destaque para um ato de machismo selvagem para com a repórter da ESPN, Gabriela Moreira, cuja questão se levantou, com polêmica enorme e seguida de apoio à profissional, sobre a perseguição que ronda não só a jornalistas esportivos como também a mulher, no exercício de sua função. Ainda é inadmissível que isto venha a acontecer novamente contra quem quer que seja.

Reafirmando, em severas palavras, o repúdio aos atos de selvageria e descontrole por parte de pessoas de má índole, dispostos a ofuscar a quem, noite e dia, dispõe-se de levar ao público-alvo a melhor cobertura e informação do esporte em geral.



Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.