Para começar o ano bem: Os melhores filmes de esportes disponíveis na Netflix


Por Dyonathan Lavall. 
Colunista do Midiaesportiva.net.
Para o natal dei a dica dos melhores documentários que tinham, de alguma forma, relação com o esporte (espero que tenham gostado) que estavam no acervo da Netflix. Agora, para começar bem 2016, listo os melhores filmes sobre esportes que estão disponíveis na Netflix.

Inicialmente, tem um filme que acredito que todos que já assistiram têm certeza que é um dos melhores da história: “Duelo de Titãs”.

Coloco esse filme acima de todos da lista, ele vai além do incrível. É baseado em uma história real que aconteceu em 1971. Denzel Washington da vida a Herman Boone e tem como foco mostrar como o Racismo era incrivelmente forte naquela época. Não é somente um filme sobre o futebol americano, mas é sobre como todos somos um só, não importa a sua cor.

Os “Titãs” foram campeões estaduais. Aqui http://www.71originaltitans.com/teamstats1.html é mostrado as estatísticas reais daquele time de 1971.

Em 1° lugar:  “Moneyball”
Não importa se você entende tudo ou absolutamente nada de Baseball. O filme contagia. Acima de tudo, porque não é somente um filme sobre esporte, sobre Baseball, ou sobre a MLB, é um filme sobre a vida eu diria.

Billy Beane é o gerente geral do Oakland Athletics, um time que disputa a MLB e está sem dinheiro. Beane, como o título em português do filme diz, muda o jogo com a ajuda de Peter Brand, seu assistente. Brad Pitt faz o papel de Beane, e Jonah Hill de Peter.

Você pega simpatia pelo time, pela situação, pela história. Em certos momentos, você até se emociona. Quando vi esse filme estava em um momento difícil pessoal e esse filme, de alguma forma, me fez começar a me reerguer. A música “The Show” cantada pela Kerris Dorsey passa uma mensagem linda.

Até hoje Beane está no Oakland, até hoje ele tenta ganhar a World Séries.

Em 2° lugar: TODOS DO ROCKY BALBOA
Na Netflix não tem disponível o último filme, que foi lançado em 2006 e o terceiro filme. Mas tem o primeiro, o segundo, o quarto e o quinto. TODOS valem a pena. Assim como Moneyball, a série de filmes do Rocky passa uma mensagem sobre a vida e não apenas sobre uma luta de boxe. Sylvester Stallone despontou ali. Quem não viu, por favor, veja.

“(...). Não é o quanto você bate, e sim o quanto você aguenta apanhar e seguir em frente. O quanto você apanha e segue em frente, é assim que a vitória acontece” Frase do último filme do Rocky, de 2006.

Em 3° Lugar: “O Vencedor”
A Melhor interpretação da carreira do Christian Bale não foi o Batman e sim foi no papel de Dicky Eklund.

“O Vencedor” é uma história real e mostra a volta por cima na carreira de Micky Ward, irmão mais novo de Dickie, que veio a se tornar campeão mundial.

O Filme é incrível, já vi inúmeras vezes. Não é somente Bale que está bem no longa, Mark Wahlberg e Amy Adams também estão excelentes. Mas é Bale quem se destaca no papel de Dicky, que é um viciado em Crack. Esse vício leva a uma cena forte, que vocês saberão no decorrer do filme.
Bale ganhou o Oscar de melhor ator coadjuvante por sua interpretação, é ver e aplaudir o quanto ele faz uma atuação magistral.

Em 4° lugar: “Coach Carter: Treino para a vida”
Samuel L Jackson leva a história real de Ben Carter dirigindo o time de basquete de Richmond High School, de Richmond, Califórnia, na temporada de 1999.

Adoro essa atuação de Samuel L. Jackson. Ele é um líder nato no filme. É mostrado como o trabalho em equipe é fundamental para o sucesso. Esse filme é sempre muito usado para mostrar o papel de liderança, definição de resultados e metas no ramo da Administração.

A Importância dos estudos pode soar clichê, mas é fundamental para o sucesso na vida de qualquer um e também para o esporte. Ben Carter fez isso com o time de basquete de Richmond High School.
Como o título brasileiro diz: “é um treino para a vida”, literalmente.

PS: O recorde real da equipe foi 13-0 e terminou a temporada 19-5. Richmond perdeu na segunda rodada dos playoffs da região.

Em 5° lugar: “Um Sonho Possível”
Se “O Vencedor” levou Christian Bale a ganhar o Oscar de melhor ator coadjuvante, “Um Sonho Possível” levou Sandra Bullock a ganhar o Oscar de melhor atriz.

É outra história real, e outra que vai além de falar somente sobre um esporte e sim sobre a vida e como pessoas boas podem aparecer no nosso caminho.

A vida de Michael Oher, primeira escolha do draft da NFL de 2009 pelo Baltimore Ravens, é retratada no filme. Ele ficou nos Ravens até 2013, quando se transferiu para o Carolina Panthers (que está 14-1 nessa temporada). Não precisa entender de NFL para assistir, apenas se deve assistir. É um filme extraordinário que vai mexer com você. Pessoas boas existem no mundo, e Sandra Bullock no papel de Leigh Anne Tuohy mostra isso de uma forma incrível.

Em 6°lugar:  “Hooligans”
O Astro de “O Senhor dos Anéis”, Elijah Woods é o protagonista do filme. O submundo dos Hooligans do futebol inglês é mostrado durante o filme. Principalmente para quem acompanha o futebol inglês é uma obrigação ver esse filme, ele mostra a paixão da torcida de todas as formas.
Alguns acham que o filme é um retrato bem fiel dos hooligans da Inglaterra, já outros acham que muito foi exagerado durante o filme. Eu fico com a primeira opção.

Também vale a pena: “Gol 2: Vivendo o Sonho” - Vale a pena ver os três filmes da trilogia “Gol”. Na Netflix só está disponível o segundo, infelizmente. A História de Santiago Munez é LEGAL DEMAIS!

“Nocaute” - me surpreendeu quando achei esse filme na Netflix. Foi lançado em julho de 2015 e está no catálogo. É outro filme que fala de Boxe e parece ser tão bom quanto os outros citados nesse texto. Será um dos que assistirei nesse início de 2016. Tem o Jack Gyllenhaal que está em um crescente incrível nas suas atuações já faz algum tempo.

“Sem dor, Sem Ganho” - Dirigido por Michael Bay tem “The Rock” e Mark Wahlberg no elenco. Para quem é fascinado por musculação e fisiculturismo, o filme é um prato cheio.
“Rush – No Limite da Emoção” – Outra história real, dessa vez sobre automobilismo. Fala sobre a rivalidade de Niki Lauda e James Hunt na Fórmula 1, na temporada de 1976.

Espero que tenham gostado das dicas, BOM 2016!!




Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.