Para não ser considerado líder da nova movimentação, São Paulo não aceitou negociar com Esporte Interativo


Em novembro, o São Paulo foi procurado por representantes da Turner, que controla o Esporte Interativo, para negociar os direitos de transmissão dos jogos da equipe no Brasileirão em TV fechada. O clube, porém, se recusou a iniciar as tratativas.

De acordo com o jornalista Ricardo Perrone, do UOL Esporte, os executivos Bernardo Ramalho e Felipe Aquilino, diretores da Turner, ouviram que a direção são-paulina só negociaria se a emissora voltasse para conversar já com a manifestação dos outros 19 times da Série A favorável à negociação. Isso porque o São Paulo, apesar de não ter sido o primeiro time sondado pela empresa, não queria ser considerado líder da nova movimentação.

A decisão foi baseada no fato de a atual diretoria considerar que o time do Morumbi foi prejudicado no episódio que culminou com o fim do Clube dos 13. Na ocasião, o São Paulo relutou em assinar com a Globo em busca de propostas mais vantajosas de concorrentes. Porém, os rivais foram renovando aos poucos seus acordos com a emissora. Os são-paulinos ficaram para o fim e quando sentaram para conversar tinham menos poder de barganha, por isso conseguiram menos dinheiro do que queriam.

A avaliação dos dirigentes agora é de que não é bom negócio para o clube liderar movimentos no futebol brasileiro, seja lá qual for a causa, para evitar se transformar em bucha de canhão.

Dessa forma, enquanto o Esporte Interativo procurava outros clubes, o São Paulo alinhavou a renovação antecipada de seu contrato com a Globo para as temporadas de 2019 e 2020.

Atualmente, o Santos é um dos mais empolgados com a proposta do Esporte Interativo, após rejeitar oferta de renovação feita pela Globo. Fluminense e Internacional conversam com o EI e também com a Globo. O Grêmio já descartou a proposta para renovar e diz aguardar algo mais concreto da nova emissora interessada. Por sua vez, o Corinthians já aceitou a renovação.

A reportagem telefonou para Ramalho e Aquilino, mas os diretores da Turner afirmaram que não têm autorização da empresa para dar entrevistas. A assessoria de imprensa do Esporte Interativo afirmou que o canal não comenta especulações ou negociações em andamento.


Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.