ESPN exibe filme de Cao Hamburger e Tom Hamburger nesta quarta-feira



Na próxima quarta-feira, 03 de fevereiro, às 22h, a ESPN exibe o documentário Mãos de Urso, dos cineastas Cao Hamburger e Tom Hamburger, que foram convidados pelo Instituto de Políticas Relacionais para produzir o roteiro que o diretor Eduardo Coutinho deixou inacabado, sobre o massagista Luiz Carlos Sousa, o Luizão. O filme faz parte do projeto Memórias do Esporte Olímpico Brasileiro, que está em sua 5ª temporada nos canais ESPN.

Mãos de Urso narra a história de Luiz Carlos Souza, o Luizão. Massagista há 31 anos, Luizão participou de diversos campeonatos mundiais de diferentes modalidades, cinco jogos Pan Americanos e cinco Olimpíadas - Atlanta (86), Sydney (2000), Atenas (2004), Pequim (2008), Londres (2012), e nos preparativos para a sexta, no Rio-2016. No vôlei, foi, durante 30 anos, o massagista do E.C. Banespa, base das melhores seleções brasileiras. Amante de Blues e Jazz, contador de histórias, “às vezes psicólogo, às vezes pai”, “Big Louis”, como os jogadores do vôlei o chamam,  se tornou um mito no universo esportivo brasileiro. Mãos de Urso desvenda um personagem fascinante, com uma trajetória profundamente brasileira marcada por dificuldades, superação,  vitórias e derrotas, ao mesmo tempo que revela os bastidores do esporte olímpico.

Realizado pelo Instituto de Políticas Relacionais, a série Memórias do Esporte Olímpico Brasileiro tem patrocínio da Petrobras, EBRASIL Energia (Centrais Elétricas de Pernambuco – Epesa) e ESPN Brasil, com apoio da Secretaria do Audiovisual do MINC, Cinemateca Brasileira e da Associação Brasileira de Produtores Independentes de Televisão (ABPITV). O projeto, que realiza sua 5ª. edição em 2016, possui cerca de 40 títulos em seu acervo. Os filmes estão em exibição em canais de TV aberta e por assinatura, além de ter DVDs distribuídos em escolas e bibliotecas públicas. O objetivo da série é realizar resgate e o registro de algumas das páginas mais importantes da história do esporte nacional, além de contribuir para o fomento da produção audiovisual independente no país.


Os Diretores
Tom Hamburger começou a trabalhar com cinema, aos 16 anos no longa O Ano que Meus Pais Saíram de Férias, como estagiário de direção. Formado em Letras pela USP, Tom assina a codireção de Mãos de Urso ao lado do pai, o diretor Cao Hamburger. Acumula 10 anos experiência em cinema e TV, atuando como diretor, assistente de direção, montagem, análise de projetos e produtor de filmes institucionais, telefilmes, longas e curtas-metragens, vídeo-arte e making of. É colaborador do núcleo de desenvolvimento de projetos da produtora Caos Cinematográfica.
Cao Hamburger:  cineasta, roteirista e produtor de cinema e TV. Diretor Geral e um dos criadores do programa Castelo Rá-Tim-Bum, que estreou na TV Cultura no ano de 1994 e foi eleito o melhor programa infantil pela Associação Paulista dos Críticos de Artes (APCA). Em 1999, Cao também fez  Castelo Rá-Tim-Bum – O Filme, longa premiado no Toronto Children’s Festival e no Chicago Festival, ambos na categoria de “melhor filme”.

Ainda no cinema, dirigiu O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias, em 2006. A produção recebeu vários prêmios e uma indicação ao Urso de Ouro do Festival de Berlim, em 2007. Em 2011, Cao realizou Xingu, o filme sobre a história dos irmãos Villas-Boas, idealizadores do Parque Nacional do Xingu.

Entre suas obras feitas para o público infantil destacam-se as séries Os Urbanóides (1991), Perigo, Perigo, Perigo! (1992), Disney Club (1996), Um Menino Muito Maluquinho (2006) e Pedro e Bianca (2012) – esta, mais focada no público adolescente, recebeu o prêmio de melhor série de 2013 pelo International Emmy Kids Awards e no Prix Jeunesse, o prêmio europeu mais importante para a categoria.
Na TV, Cao assinou a criação e a direção-geral de Filhos do Carnaval, exibida pelo canal HBO em 2006 e 2009. A primeira temporada foi nomeada para o International Emmy Awards e levou o Prêmio de Melhor Programa de TV pela Associação de Críticos Brasileira.

Em 2014, Cao voltou a trabalhar com o universo infantil como produtor executivo e criador de Que Monstro Te Mordeu?, exibida pela TV Cultura.

Idealizadores
Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), o Instituto de Políticas Relacionais completou, em 2015, onze anos de existência. Criado em março de 2004 pelas assistentes sociais Daniela Greeb (diretora geral) e Vanessa Labigalini (diretora de projetos e comunicação), o Relacionais nasceu da necessidade de se construir uma estrutura para dar continuidade ao Movimento Ética e Cidadania: Psicodrama da Cidade (2001). Entre os 18 projetos desenvolvidos pelo IPR, constam o Tô na Rede (uso das Tecnologias de Informação e Comunicação por funcionários de bibliotecas públicas brasileiras, com patrocínio do Programa Global Libraires da Bill & Melinda Gates Foundation), o Empreendedor Local (em parceria com a Unesco e a Prefeitura de São Paulo), o Brasil: Nunca Mais Digital (digitalização de 1 milhão de páginas, e disponibilização de documentos sobre torturas e outras violações dos direitos humanos durante a ditadura) e o Ancestralidade Africana no Brasil – Memória dos Pontos de Leitura. www.relacionais.org.br


Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.