Presidente do Sport explica detalhes sobre renovação de cotas com a Globo


Em um almoço com jornalistas na tarde desta terça-feira, o presidente do Sport, João Humberto Martorelli, realizou um pequeno balanço dos seus últimos meses de administração e também explicou detalhes sobre a negociação para a renovação das cotas com a Rede Globo (até 2020). A informação é do Superesportes Pernambuco, por  João de Andrade Neto.

"O contrato do Sport com a TV Globo contém uma cláusula de confidencialidade. Por isso eu não posso dar números ou detalhes. Mas posso contar a história para que se possa ficar ciente de tudo. No terceiro trimestre do ano passado, entre outubro e novembro, fomos procurados pelo Esporte Interativo. E eles se mostraram interessados em comprar do Sport a cota da tevê fechada para 2019 e 2020, porque o atual contrato com a Globo vai até 2018. Eu disse que ouviria a proposta, só que eles demoraram um pouco e a gente só voltou a se reunir no dia 21 de dezembro, no Rio de Janeiro. Foram oito clubes e eles fizeram a proposta de comprar a TV fechada por um valor que chegava a 10 vezes mais que o valor pago pela Globo. Simultaneamente, a Globo me procurou para fazer uma proposta para renovar os cinco contratos que temos com ela, inclusive o da tevê fechada, para 2019 e 2020, propondo um pagamento de um bônus pela assinatura desse novo contrato. Na reunião com a Esporte Interativo eu disse que tínhamos essa proposta da Globo e eles me disseram que pagavam o mesmo valor do mesmo bônus. Ou seja, eles estavam dispostos a entrar. Porém, era só tevê fechada. Além disso, eles não foram ágeis porque dependiam de uma autorização do Board de Atlanta (o Grupo Turner) para poder fechar o contrato. Já a Globo fazia isso com 48 horas. Então nós resolvemos aceitar a proposta da Globo e renovamos 2019 e 2020 todos os cinco contratos."

O mandatário rubro-negro aproveitou para falar sobre os novos valores, nesse novo acordo de TV.

"Quando se fala em redução nos valores está se tratando do preço do novo contrato. Se era de 50, por exemplo, não passou para 55. Ele pode ter passado para 45, mas isso não é uma redução e sim um novo contrato. A Globo tem demonstrado uma certa preocuação com a evolução dos números, de assinatura e propaganda. Ela não tem colocado tanto dinheiro como colocava antigamente. Os novos contratos são de valor menor. Porém, o bônus não é adiantamento, é realmente pela assinatura do novo contrato, como uma luva. Não vai ser descontado futuramente. Com ele, o valor passa com sobras a cota anterior. O Sport já recebeu esse bônus. Além disso, não há nenhum tipo de adiantamento. A negociação com a Esporte Interativo era apenas para a TV fechada. E como ficava os outros contratos? As negociações poderiam ser separadas, mas imagina se eu fecho a Esporte Interativo e lá na frente se a proposta da Globo fosse melhor para os outros contratos? A prudência recomenda que se feche tudo."



Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.