Acordo do Internacional com o Esporte Interativo tem cláusula que protege clube de retaliação da Globo



Ao assinar o contrato por dois anos com o canal Esporte Interativo para a venda dos direitos de transmissão de seus jogos no Campeonato Brasileiro para a TV a cabo, o Inter terá um ganho de pelo menos 660% com relação ao atual contrato. De acordo com o portal Zero Hora, hoje o clube recebe R$ 3 milhões da Rede Globo — que detém os direitos de TV a cabo do Inter  até 2018. A partir de 2019 e em 2020, quando o novo acordo entrar em vigor, o clube receberá por temporada entre R$ 22 milhões e R$ 27,5 milhões.

Já segundo o Correio do Povo, o Inter conseguiu incluir no contrato uma cláusula que lhe protege de possíveis atos de retaliação por parte de outras emissoras.

Graças a esta cláusula, o canal — ligado ao grupo Turner — bancará até o valor de R$ 50 milhões por ano dos direitos de TV aberta, mesmo que o EI não tenha uma emissora para transmitir os jogos.

Ou seja, caso não apareça um interessado em comprar os direitos de TV aberta do Inter, que estão negociados com o grupo Globo até 2018, o EI bancará. “Trata-se de uma garantia, pois tem gente que acredita que possa haver retaliação”, confirma um dirigente colorado que participou das negociações.


Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.