Após ser indelicada com repórter, velocista Rosângela Santos leva "dura" de Confederação e Adidas



A velocista Rosângela Santos foi o centro das atenções dos três dias de disputas dos Ibero-Americano de Atletismo, no Estádio Olímpico do Engenhão, no Rio de Janeiro. Os holofotes se viraram para a atleta justamente fora da área de competição, quando ela protagonizou um bate-boca com um repórter de TV que cobria o evento.

O desentendimento ocorreu no sábado (14), mas dominou as conversas de bastidores no domingo (15) e também na segunda (16). O comportamento indelicado na zona mista e a discussão com Vinicius Nicoletti, da TV Bandeirantes, repercutiram também fora do Engenhão.

LEIA TAMBÉM: 
Velocista Rosângela Santos discute com repórter: “Ninguém assiste ao BandSports”

De acordo com publicação do UOL Esporte, ainda no estádio, Rosângela foi repreendida por membros da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). Pessoas da entidade ouvidas pela reportagem confirmaram a "dura" e classificaram a atitude da atleta como "imperdoável".

Técnico da velocista que já tem índice olímpico para os 100 m e 200 m rasos e é integrante da equipe do revezamento 4x100m, Carlos Alberto Cavalheiro evitou expor a insatisfação interna, mas condenou igualmente a atitude.

"Infelizmente, ela é assim. E sempre foi, desde a adolescência. É uma pena muito grande que isso tenha ocorrido. Na pista, nos treinos, ela já chegou até a me xingar. Mas tento usar isso de outras formas, sem bater de frente, transformando em energia e motivação para que ela supere as adversárias. Mas entendo, lógico, que jamais deveria ter feito isso no momento. Agora é lamentar e torcer para que não se repita. Foi muito triste", comentou.

Quem também não gostou do comportamento de Rosângela foi a Adidas, principal patrocinadora da atleta. Oficialmente, a fornecedora de material esportivo informou que "não apoia qualquer tipo de insultos ou maus tratos a repórteres e profissionais envolvidos nas competições".

A empresa ainda irá procurar Rosângela e seus representantes para que o fato seja melhor explicado.

Por enquanto, nenhuma punição esportiva ou financeira foi definida. Mas tanto Confederação quanto Adidas prometem estudar o caso com mais rigor diante da repercussão negativa para a imagem de Rosângela que é tida no meio como uma "pessoa de difícil trato no dia a dia".



Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.