Repórteres do Esporte Interativo sofrem "ataque" na França e reclamam de postura de segurança



Bibiana Bolson e Isabela Pagliari, repórteres do Esporte Interativo, tiveram uma noite para esquecer na cobertura da Eurocopa. As jornalistas tiveram problemas com torcedores e até a segurança da fanzone em Paris, capital da França. Em relato em seu Facebook, Bibiana explicou o problema ocorrido na capital francesa. A informação é do UOL Esporte.

“Enquanto gravávamos nosso material, uma manada de torcedores nos atacou, saímos correndo e um deles inclusive puxou o lenço que eu usava, para que pudesse me livrar do monstro, tive que usar a força física, uma violência absurda, um constrangimento terrível e um pânico de ser obrigada a fazer algo”, disse.

“Pois poucos minutos depois, quando conseguimos nos livrar desses monstros, estávamos nos recuperando para regravar o material e pedimos ajuda para a segurança. Como de costume, eles esvaziam a área ao final do evento e nem quiseram ouvir o que havia acontecido, nos tiraram praticamente a força, com palavras em tom agressivo e já segurando nosso material”, completou.

Em contato com o UOL Esporte, Bibiana explicou que ela e Isabela, que teve sua credencial tomada, foram levadas para uma sala de segurança. De acordo com a repórter, o agente alegou que elas estavam se recusando a sair do local e passou a incriminá-las.

“O pior foi a atitude da segurança, nos tratando como criminosa e nos incriminando”, falou a jornalista. “Foi tudo dentro da fanzone, já tinha acabado e fomos embora. Era a segurança do local, que imagino ser particular. A credencial da Isabela deve ter sido cancelada, não sabemos ainda o que aconteceu”, completou.

Isabela, em seu relato, disse que chegou a chorar após o comportamento do segurança. “Estava nervosa, eu chorava, eu tinha medo de não poder trabalhar, me sentindo humilhada. Só queríamos trabalhar e fomos tratadas como bandidas”, falou.

Em breve contato com a reportagem, ela falou sobre o sentimento no dia seguinte do problema. “Eu estou abalada. Sensação de humilhação e insegurança pra trabalhar'', afirmou.

Bibiana ainda explicou como a confusão começou e como torcedores ingleses tentaram até beijá-las a força.

“Era a maioria ingleses, eles nos cercaram ‘na brincadeira’ e então começaram a tentar nos tocar, puxar braço, cabelo, tentar beijar. Saímos correndo com o equipamento. Um deles nos xingou em inglês”, finalizou.

Bibiana ainda disse que entrou em contato com o secretário de esportes de Paris que prestou toda a solidariedade pelo ocorrido. Agora, junto com a emissora, elas tentar resolver com os responsáveis a situação.


Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.