Globo vai ganhar escolta policial para transmitir jogos na nova casa do Fluminense no Brasileirão



Na última semana, a Globo pediu para o Fluminense trocar o local do jogo contra o Ypiranga de Edson Passos para Volta Redonda. Tudo porque a emissora achou que não havia segurança suficiente para transmitir os duelos do time no local em jogos às 22h. Agora, as partes entraram em um acordo com a Polícia Militar e o Tricolor poderá atuar normalmente na sua nova casa no Campeonato Brasileiro.

Segundo apuração do UOL Esporte, a Globo fez algumas exigências para poder trabalhar em Edson Passos em qualquer horário. Uma delas é a necessidade de ser escoltada na volta dos jogos realizado às 22h. O motivo é que a emissora não se sente segura para deixar o local de madrugada com os carros e equipamentos. Tal escolta será feita pelo Gepe (Grupamento Especial de Policiamento em Estádios).

"A TV Globo fez essa solicitação para a retirada dos equipamentos após os jogos. Nós, do Gepe, faremos uma escolta para eles na saída do estádio", disse o major Silvio Luiz, comandante do Gepe.

Para se ter uma ideia da importância dada por Fluminense e Globo à questão, o acordo foi selado em uma reunião marcada durante a crise do Tricolor na semana passada, quando o técnico Levir Culpi disse que pediria demissão após torpeço da equipe diante do Ypiranga, pela Copa do Brasil, em Volta Redonda.

Inclusive, um dos motivos de insatisfação do treinador era justamente a falta de uma casa no Brasileiro. Levir pressionava a direção para que conseguisse resolver a questão o quanto antes. E isso estava diretamente ligado à resistência da Globo em transmitir jogos em Edson Passos.

Para jogar por lá, o Fluminense reformou o estádio, que terá capacidade para 13.544 torcedores. O clube precisou de um aval da CBF, pois há uma regra que determina um mínimo de 15 mil em jogos do Brasileiro. A entidade, porém, entendeu o momento que os clubes do Rio passam por conta das Olimpíadas e cedeu.

Procurado pela reportagem, a assessoria da TV Globo emitiu o seguinte comunicado sobre o fato:

"Para viabilizar as partidas em Mesquita, a Polícia Militar vai realizar a segurança dos torcedores e das equipes que trabalham no estádio na preparação para o jogo, durante a realização da partida e na saída do estádio. A decisão foi tomada depois de uma avaliação técnica de segurança, que é padrão para todas as arenas".


Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.