Cerimônia de abertura da Olimpíada tem ótima repercussão na mídia internacional; confira



A cerimônia de abertura da Olimpíada no Rio de Janeiro registrou vários e vários elogios nos mais diversos veículos de comunicação ao redor do mundo, dos Estados Unidos à Europa e passando pela América do Sul. Isso, segundo apuração do ESPN.com.br, que reuniu as repercussões dos principais informes internacionais.

"Simples e elegante", relatou o inglês "The Guardian", elogiando a maneira como Paulinho da Viola cantou o hino nacional brasileiro e a reação do público presente no Maracanã.

"Uma festa de música, cores e esporte no Rio de Janeiro, à altura da cidade maravilhosa, com ritmo e beleza", colocou o argentino "Clarín".

Ainda no país hermano, o "Olé" fez questão de colocar que a delegação do país foi "uma das mais ovacionadas", o que de fato aconteceu, assim como com a da Alemanha.

O norte-americano "New York Times" aproveitou o momento em que Jorge Ben Jor interpretava "País Tropical" e fez o público cantar à capela para dizer: "Você vê que as fantasias e o cenário não são tão luxuosos como os de outras cerimônias, mas isto realmente não importa quando você tem uma energia como esta".

Também dos Estados Unidos, o Washington Post, que chegou a dizer há alguns dias que esta seria a "Olimpíada da sujeira", destacou que após vários problemas na organização, o "Rio, pelo menos por uma noite, está fazendo o que faz de melhor".

"Espetacular, espetacular, espetacular", repetiu várias vezes o chileno "La Tercera".

Outro inglês, o "Telegraph" opinou: "É como se alguém tivesse apertado o botão e ligado as pessoas. De repente, tudo é esplêndido."

Mais um dos Estados Unidos, o "Boston Globe" afirmou: "Se você estava em dúvida sobre assistir à cerimônia de abertura, vale a pena! Um apresentação visualmente deslumbrante."

De volta à Europa, o "La Vanguardia", de Barcelona, na Espanha, soltou: "Chega a construção do Brasil contemporâneo com todas as cidades que o formam. Espetacular o efeito visual que se vê neste momento no Maracanã."

"40 minutos formidáveis", avaliou o diário espanhol "Sport" quando a cerimônia tinha exatamente este período.

Depois, o mesmo períodico registrou: "O Brasil surpreendeu com uma festa cheia de luz e música, assim como com várias cenas muito marcantes. Teve festa, um pouco de samba e, sobretudo, uma enorme celebração nas arquibancadas."

"O Maracanã foi cenário de um tremendo espetáculo em que não faltou a modelo brasileira Gisele Bündchen", reportou o também espanhol "Marca".

Vale destacar a pergunta do inglês "The Independent": "O Brasil vai conseguir fazer um Carnaval a partir do caos?" O questionamento é sobre se o país vai executar uma grande Olimpíada após todos os problemas que tem vivido na organização.


Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.