Zagueiro do Santos ameaça repórter do Globoesporte.com após amistoso



O zagueiro Fabián Noguera, que já estava recebendo poucas oportunidades com o técnico Dorival Júnior, complicou ainda mais a sua vida no Santos. Depois do amistoso contra o Kenitra, no último sábado, vencido pelo Peixe por 5 a 1, no Pacaembu, o argentino ameaçou um repórter após ler uma crítica em uma rede social. Sabendo da situação dois dias depois do fato, a diretoria do alvinegro ainda estuda qual atitude irá tomar para punir o jogador.

Segundo o portal Gazetaesportiva.net, durante a partida diante dos marroquinos, o jornalista Lucas Musetti, do Globoesporte.com, escreveu em seu Twitter que o Noguera falhou no único gol tomado pelo Santos. Após o término do amistoso, o zagueiro aproveitou o fim das entrevistas no Pacaembu e chamou o repórter para conversar em um canto próximo das escadas que ficam atrás do Tobogã.


Lá, o defensor agarrou o profissional de imprensa pela gola da camisa e afirmou: "Quem paga você para falar mal de mim? Eu vou te acompanhar e se você continuar falando mal de mim, a conversa vai ser pior".

Após a ameaça, o jornalista encerrou seu trabalho no estádio paulistano e registrou um Boletim de Ocorrência pela Internet contra o jogador.

Fato é que Noguera dificilmente será inscrito no Campeonato Paulista e não deve mais entrar em campo com a camisa do Santos. A ameaça ao repórter foi a gota d'água para o comandante santista descartar a possibilidade de contar com o argentino para a temporada. A diretoria do clube, por sua vez, estuda uma forma de punir o jogador. Mesmo sem espaço com Dorival, Noguera ainda não é descartado pela cúpula do alvinegro.

O superintendente de futebol do clube, Dagoberto Santos, se reuniu com o zagueiro e seus representantes na tarde desta quinta-feira, na Vila Belmiro, antes do último treino para a estreia da equipe no Paulistão, nesta sexta, às 21h (de Brasília), contra o Linense. Após ouvir a versão do jogador, o alvinegro decidiu não se pronunciar sobre o assunto e não definiu se vai aplicar algum tipo de punição ao atleta.

A reportagem da Gazeta Esportiva também tentou contato com a assessoria do defensor, que ainda não atendeu as chamadas. A TV Tribuna, empresa contratante do repórter, emitiu uma nota oficial sobre o caso. Veja:

"A TV Tribuna prestou toda a assistência necessária ao jornalista imediatamente após tomar conhecimento dos fatos. O repórter foi orientado a registrar um boletim de ocorrência e, a partir de então, o caso passou a ser de competência das autoridades".


Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.