Processo de disputa por direitos de transmissão de jogos da seleção devem terminar em setembro



A CBF fez uma experiência de transmitir por meios próprios, na internet e em TV pública, os últimos dois amistosos da Seleção Brasileira. Passado o experimente, considerado um sucesso pela entidade, já foi dado o pontapé inicial para a comercialização dos direitos de transmissão dos jogos da Seleção até a Copa de 2022. Segundo o diretor executivo de gestão da entidade, Rogério Caboclo, a previsão é que o processo termine ao final de setembro. A informação é do jornal Lance, assinada por Igor Siqueira.

Caboclo ainda ressalta que a relação com a Globo não ficou abalada pelo fato de a emissora não ter transmitido os jogos do Brasil contra Argentina e Austrália. Além desse tema, o diretor da CBF aborda os planos relacionados à internacionalização do futebol brasileiro e como os clubes se enquadram nisso.

"O projeto é para que tudo esteja concluído ao término do mês de setembro. Ele [responsável pela agencia] tem feito contato com as emissoras, caminhado para dar independência e transparência ao trabalho. Não é a CBF tratando de algo do seu interesse direto, ela contratou aquele que reuniu melhores credenciais, que já teve atuações importante em processo de concorrência e valorização de produtos importantes, como a Champions League." disse, sobre sobre a venda dos direitos.

Para ler a entrevista completa clique neste link.




Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.