Sem Copa do Mundo, ESPN prioriza direitos da Liga dos Campeões



Em 2018, pela primeira vez em 16 anos, a ESPN não transmitirá jogos da Copa do Mundo. A emissora americana, instalada no Brasil na década de 1990, não aceitou oferta da Globo, que repassa os direitos do torneio no Brasil.

"Já decidimos que não vamos transmitir. Não houve acerto [a Globo é a detentora dos direitos no Brasil e repassa para outras emissoras]. Mas isso não quer dizer que o evento será ignorado. Faremos uma grande cobertura. A Copa acontece durante 30 dias. São 700 horas de transmissão de conteúdo. Os jogos representam 96 horas. Não teremos as partidas, mas estaremos lá." disse o vice-presidente da ESPN Internacional, Russell Wolff, em entrevista a Folha de S. Paulo.

Já a disputa para exibir a Liga dos Campeões da Europa em 2018, que a emissora perdeu na temporada de 2015 para o Esporte Interativo, da também americana Turner, será definida até o final deste ano.Retomar a transmissão do torneio europeu é uma das metas da empresa para tentar diminuir o baque após ficar sem o Mundial da Rússia.

"O fato é que haverá uma competição até o final deste ano para os direitos do torneio a partir de 2018. Precisamos ter claro que direitos de transmissão vão e vem. Há 20 anos que é assim. Sem a Liga dos Campeões ainda fizemos um bom trabalho. Não perdemos audiência por isso. Estamos sempre olhando para os melhores produtos e a Liga dos Campeões é um dos grandes. Temos o Campeonato Inglês garantido por pelo menos cinco anos, exclusivo. Podemos negociar, mas nesse momento é exclusivo." disse.




Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.