CBF divulga regras para disputa dos direitos de transmissão de jogos da seleção brasileira



A CBF divulgou nesta sexta-feira (1°) as regras para a disputa dos direitos de transmissão da seleção até a Copa de 2022, incluindo partidas amistosas e das eliminatórias disputadas no Brasil. É a primeira vez que as regras da disputa se tornam públicas. A informação é da Folha de S. Paulo, assinada pelos jornalistas Italo Nogueira e Sérgio Rangel.

A entidade planeja arrecadar mais de R$ 466 milhões com a venda do pacote de 37 jogos. A CBF estipulou como lance mínimo US$ 3,5 milhões (R$ 11 mi) por jogo para os interessados em transmitir em todas as plataformas (TV aberta, fechada e na internet), e US$ 500 mil (R$ 1,57 milhões) por partida para quem for transmitir apenas em dispositivos digitais.

O valor de US$ 4 milhões (R$ 12,6 milhões) por partida que a CBF pretende arrecadar é o dobro dos US$ 2 milhões (R$ 6,3 mi) cobrados no contrato atual com a TV Globo pelos direitos dos amistosos da seleção. A estimativa é que sejam realizadas 37 partidas no período, sendo as duas primeiras já em novembro, quando o time nacional fará dois amistosos na Europa.

O prazo para envio das ofertas é 19 de setembro.


Baixe o aplicativo para Smartphones e Tablets.
Curta nossa página no Facebook
Siga nosso perfil no Twitter.
Compartilhe no Google Plus

Por Vevé Prado

Para entrar em contato com o editor - Email: midiaesportiva@hotmail.com / Celular e WhatsApp: (81)996331508.